Logo
Busque por notícias em:
2017
2016
2015
2014
2013
2012
2011

Notícias

  • Sistema de Qualidade na Gestão Escolar chega à etapa de implementação de melhorias

    Em março de 2017, o facilitador externo da Federação Latino-Americana de Colégios Jesuítas (FLACSI), Marcelo Pastre, esteve novamente na ETE FMC para dar continuidade ao processo do Sistema de Qualidade na Gestão Escolar (SQGE). Nesta etapa, foi realizada a homologação dos resultados, capacitação das equipes de melhoria e definição metas e planos.

    Para o professor Eduardo Abranches, coordenador local do programa, ao implantar o SQGE, a instituição se coloca a pensar a qualidade da aprendizagem e da formação integral dos estudantes. A partir do levantamento de informações, foi possível fazer um mapeamento detalhado dos processos internos e desenvolver projetos que atendam às demandas do Sistema, em acordo com Projeto Educativo Comum (PEC), implantado em toda da Rede Jesuíta de Educação.

    Marcelo explica que a instituição deve pensar em projetos que impactem diretamente na aprendizagem e formação integrais do estudante: “Devemos considerar as diversas dimensões do indivíduo: cognitiva, social, emocional, ética, corporal, espiritual, socioeconômica, acadêmica. Nossa ideia de excelência está alinhada ao compromisso de formar uma pessoa íntegra, para que ela possa interferir de maneira justa na sociedade”.

    As equipes de implementação das melhorias contam com a participação de profissionais de diversos setores. “A autoavaliação possibilitou uma análise conjuntural da totalidade da Escola. Isso possibilita a implementação, o monitoramento e o acompanhamento do projeto de ações. Esperamos que toda comunidade escolar se mobilize na realização das melhorias desejadas,” finaliza Abranches.

     

    Sobre o SQGE

    O Sistema de Qualidade na Gestão Escolar (SQGE) é uma estratégia desenvolvida pela Federação Latino-Americana de Colégios Jesuítas (FLACSI) que define um conjunto de resultados a serem alcançados por uma escola da Companhia de Jesus. 

    Seu foco é a aprendizagem integral do estudante, através da análise em quatro âmbitos: I. clima escolar; II. pedagógico-curricular; III. organização, estrutura e recursos; IV. família e comunidade.

    Trata-se de um processo contínuo, realizado em ciclos de 30 meses, estruturados em três etapas interdependentes e sucessivas: autoavaliação, desenvolvimento de melhorias, auditoria externa.